Bienvenido a la nueva edición digital de La Aldaba

Viagem ao passado: como voltar no tempo com 10 castelos do Alentejo

Hervas, 15 de setembro de 2022

Imagem do castelo português de Estremoz.

A região portuguesa esconde um grande número de castelos medievais bem preservados que comprovam a riqueza do seu passado histórico

O Alentejo é conhecido pelas suas paisagens naturais, pela sua gastronomia e pela sua tradição, mas também encerra no seu território alguns dos mais bem preservados castelos medievais, que guardam a história do país dentro das suas muralhas e transportam o viajante para tempos passados. Tanto no seu interior como no seu litoral, as cidades da região prestam-se a um passeio histórico e arquitetónico por estes monumentos cinematográficos – e que bem podiam ser vistos no grande ecrã.

 A continuación, diez de los “castelos” más destacables que esconde el Alentejo:

Castelo de Marvão

Reconhecida como uma das mais belas aldeias do Alentejo, Marvão protege-se da passagem do tempo com a ajuda das grossas muralhas do seu castelo, preservadas quase intactas. A fortaleza, localizada a 850 metros acima do nível do mar (o ponto mais alto da região), está estrategicamente orientada para a fronteira entre Espanha e Portugal, e oferece uma invejável vista panorâmica sobre o Parque Natural da Serra de San Mamede. A riqueza da fauna do local deu ao monumento o apelido de Nido de Águilas, que durante a Inquisição serviu de refúgio para os judeus sefarditas ou espanhóis. Em termos de eventos culturais, a vila não fica atrás: todos os verões, Marvão enfeita-se para receber viajantes e músicos atraídos pelo Festival Internacional de Música Clássica que aí se realiza.

Castelo de Mértola

Nas colinas do Vale do Guadiana ergue-se o Castelo do Mértola, um edifício irregular de estilo românico e gótico cuja construção começou no século X, embora tenha fundações árabes e romanas. Declarada monumento nacional há mais de cem anos, dentro dos seus limites pode visitar uma igreja que no passado foi mesquita e testemunho da herança islâmica da vila.

Castelo de Beja

Sem dúvida, o elemento mais emblemático da cidade de Beja é a Torre de Menagem de su Castelo, paragem obrigatória em qualquer percurso medieval. Seus 42 metros de altura fazem dela a torre mais alta do país, oferecendo uma vista impressionante dos arredores. Sua estrutura interna também merece destaque, pois a forma varia de andar para andar. Esta magnum opus da arquitetura militar gótica europeia é completada por uma muralha que preserva 28 de suas torres e circunda o centro histórico da cidade. Ao pé do castelo pode não só apreciar a arte, como também é organizado um mercado tradicional aos sábados.

Castelo de Monsaraz

A bela vila de Monsaraz guarda uma joia do passado. Do alto do seu castelo, os viajantes podem desfrutar de vistas impressionantes sobre a albufeira do Alqueva e avistar terras espanholas, pois fica a apenas 15 quilómetros da fronteira. O monumento, tal como hoje se pode ver, data do século XIII e inclui uma peculiar praça de touros no seu recinto de desfiles. Foi construído sobre estruturas defensivas do período pré-histórico que foram atualizadas com a passagem de romanos, visigodos e árabes pelo território.

Castelo de Moura

Também nas proximidades do Lago Alqueva, a vila termal de Moura tem importantes influências árabes na sua tradição. O seu castelo destaca-se sobretudo por uma torre circular à qual foi acrescentado um relógio durante o século XIX e pela sua grande torre de homenagem. Adjacente ao monumento encontram-se as ruínas de um convento de freiras dominicanas.

Clique e saiba mais sobre as termas portuguesas.

Castelo de Vinha

Entre a paisagem do Alto Alentejo destaca-se o Castillo de Vide. Rodeado por ruas empedradas, pitorescas casas brancas adornadas com vasos de flores e uma das judiarias mais bem preservadas de Portugal, este monumento congela no tempo o passado medieval do país. Algumas das salas da fortaleza foram convertidas em museus que exibem importantes vestígios históricos, como o Centro de Interpretação Megalítica ou o Museu de História e Arquitetura Militar. No interior do recinto, pode ainda visitar a Casa Ciudadana Salgueiro Maia, soldado de grande relevância durante a Revolução dos Cravos e nascido na vila de Castelo de Vide.

Castelo de Estremoz

Da torre de mármore branco do Castelo de Estremoz, construída com material de pedreiras perto da vila, avista-se o mar de vinhas da zona. Dada a sua beleza, não é de estranhar que no século XIII Dionísio I de Portugal tenha anexado ao Castelo de Estremoz uma nova construção que serviu de Paço Real e residência da sua esposa, e que atualmente alberga uma luxuosa Pousada. Antes disso, o castelo passou de proprietários cristãos a muçulmanos sucessivamente durante séculos, desempenhando um papel central em vários episódios de guerra na história de Portugal.

Castelo de Sines

Os viajantes atraídos por Sines pela fama de hotspot para o surf também encontrarão um tesouro feito pelo homem: o seu castelo, um antigo miradouro medieval. O edifício, agora convertido em museu com entrada gratuita, contém uma mistura de tradições em sua arquitetura, pois ao longo de seus vários séculos de história sofreu grandes danos em até três terremotos e passou por grandes reformas.

Castelo de Viana do Alentejo

Uma diferença fundamental distingue esta fortificação do resto da lista, uma vez que o castelo de Viana não foi construído com intuito defensivo, mas para desempenhar funções administrativas. Portanto, não apresenta muita elevação. Sua planta é pentagonal e irregular, com cinco torres cilíndricas coroando cada vértice. No seu espaço integra-se a Igreja Matriz, uma construção de estilo mudéjar manuelino e azulejos decorativos no interior.

Clique e saiba mais sobre estes alojamentos rurais portugueses perto de Moraleaja.

Castelo de Serpa

No cenário privilegiado do Parque Natural do Vale do Guadiana, rodeada de vinhas, encontra-se a pitoresca vila de Serpa. Além das muralhas de pedra que circundam o seu centro, pode ver outros monumentos como o aqueduto ou a praça medieval. Para acompanhar a visita, é imprescindível provar os seus queijos emblemáticos com denominação de origem.

Galeria de imagens:

Clique e saiba mais sobre as termas portuguesas.

Mais informações em: www.visitalentejo.pt/es/

Sobre o Alentejo – O Alentejo situa-se no sul de Portugal, entre o Rio Tejo e o Algarve. É uma região grande e principalmente rural. A beleza da sua paisagem e a qualidade do seu património arqueológico, monumental e arquitetónico, juntamente com a sua excelente gastronomia e os seus vinhos, convidam, sem dúvida, à descoberta da região. A Promoção do Turismo do Alentejo é cofinanciada pelos fundos europeus Alentejo 2020 e Portugal 2020.

Etiquetas de noticias
Compartir noticia